Os Sítios sem Resposta
FacebookTwitterGoogle+

Os Sítios sem Resposta

Um homem muda de tudo: muda de mulher e de partido, muda de religião e até de sexo – muda daquilo que quiser, menos de clube de futebol.

Miguel João Barcelos mudou. Atrás, tem dois casamentos fracassados, uma monótona carreira de profissional de seguros e uma longa história de serões passados ao lado do pai, chorando algumas das mais belas e irresistíveis derrotas do Sporting.

Agora, começou a sofrer pelo Benfica. E é quando se prepara para confessar o seu crime que vê entrar em cena uma misteriosa executiva de saltos altos, determinada a virar do avesso todas as certezas sobre as quais esperava erguer o seu projeto de nascer de novo.

Um fresco sobre a solidão que é, ao mesmo tempo, uma viagem ao coração dos homens e um tributo ao indecifrável poder das mulheres. Dez anos depois de O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas, Joel Neto regressa à ficção – e para ficar.

«[...] Estamos tentados a escrever ser Os Sítios Sem Resposta a grande afirmação do autor como romancista [...]» | Miguel Real, Jornal de Letras, Artes e Ideias.

«[...] Este romance de Joel Neto é tudo isso, e é ainda muito mais, é a sua prosa ficcional numa fase de total maturidade [...]» | Vamberto Freitas, Açoriano Oriental.

«Fantástico livro. [...] Dele tiro a lição do regresso à origem para acharmos o caminho por achar, mesmo quando o andamos a trilhar.» | Manuel Tomás, Diário Insular.

«Grande romance.» | Urbano Bettencourt.

«Não saímos iguais ao que fomos antes depois da sua leitura.» | José do Carmo Francisco, Aspirina B.

Editora: Porto Editora (2012)
Comprar: Wook