Print
FacebookTwitterGoogle+

Última Paragem: Massamá

Livro distinguido com o prémio P.E.N. Clube Português para Primeira Obra 2012.

Traduções da obra e edições estrangeiras: Itália (Tuga Edizioni); Brasil (Escrituras).

Esta é a história de um homem e de uma mulher, Lucas e Vanessa. Do seu amor trágico, como são todos, e de uma Cidade com vista para muitas vidas. Também é a história de uma doença e de uma saída de cena, de uma frustração que não se cura. Ontem, na Floresta de Teutoburgo, onde fracassaram as legiões de Públio Quintílio Varo, hoje, em Massamá, onde acaba de ruir uma hipótese de redenção.

Nos dois casos, o mesmo desenlace, com mais ou menos Império em pano de fundo. No lugar do traidor Armínio, motivado pela ambição, apresenta-se João, portador de um evangelho com saída para lugar nenhum. A estação de comboio, o trabalho, o vaivém daqueles que vivem de par em par com aquilo que lhes está destinado. O acaso. Crónica de uma, duas mortes anunciadas, a segunda por decisão natural de Vanessa, mulher investida de toda a autoridade. Faltam dois minutos e picos, 127 segundos, pouca-terra, pouca-terra, é só o que ela pede. Ou pelo menos que lhe seja leve.

«Este livro não vos deixará bem-dispostos – é um livro sobre suicídio – mas é uma história banal sobre o sofrimento humano. Banal em Roma ou em Massamá. E é de histórias banais que os grandes escritores se fazem». | Daniel Oliveira.

«Pedro Vieira é um repórter nato, com poderes de observação e empatia raros e com uma especial atenção ao uso da língua portuguesa.» | Pedro Mexia, Expresso.

«Última Paragem, Massamá faz pela Lisboa dos anos 00 o mesmo que Nome de Guerra, de Almada Negreiros, fez pela Lisboa dos anos 20.» | Eduardo Pitta, Público.

«E, mais ainda, percebe-se que sabe muito bem o que é escrever um livro, sem soluços, sem palha e com grande domínio da estrutura. Eu gostei deste, mesmo assim, mas agora fico à espera do seguinte, que vai ser — tenho a certeza — ainda melhor.» | Maria do Rosário Pedreira, Horas Extraordinárias.

Editora: Quetzal Editores (2011)
Comprar: Wook