Todas as Cores do Vento (2012)
FacebookTwitterGoogle+

Todas as Cores do Vento

Obra finalista do Prémio PEN de Narrativa, 2012.

No mesmo prédio habitam um poeta, um judeu ortodoxo, um palestino, uma testemunha de Jeová e uma mulher agnóstica. E um gato. Cada um vive encerrado na sua masmorra, exceto o gato, que será testemunha das tensões, ódios, paixões e conflitos religiosos que surgirão entre os inquilinos.

Num quotidiano tantas vezes mais absurdo do que seria de crer, gera-se o preconceito, as pequenas obsessões agigantam-se, e os personagens tornam-se sobreviventes de uma guerra contemporânea.

«[…] estamos perante um texto ponteado de humor que questiona problemas sérios sem nunca perder o sentido da crítica e da ironia.» | Agripina Carriço Vieira, Jornal de Letras, Artes e Ideias.

«[…] Miguel Miranda […] consegue tornar nítidas as situações e dilemas das personagens, aliando a fluidez narrativa à ironia, numa prosa ágil que muitas vezes desemboca em momentos de pura hilaridade.» | José Mário Silva, revista LER.

Editora: Porto Editora (2012)
Comprar: Wook