Quo Vadis, Salazar (2015)
FacebookTwitterGoogle+

Quo Vadis, Salazar?

Quo Vadis, Salazar? Escritos do Exílio é uma compilação de textos produzidos numa Amesterdão palco de um exílio forçado vivido pelo autor, como forma de protesto contra a situação política e fiscal do seu país.

Crónicas, contos, microficções, pensamentos, gente, um país vivido intensamente à distância, outro que é o de acolhimento, revisitações de autores para quem a Holanda foi tema de reflexões literárias, filosóficas e políticas, como Ramalho Ortigão ou J. Rentes de Carvalho, são o pano de fundo de um livro de cariz marcadamente pessoal, mas profundamente mundividente.

Editora: Escrit’orio Editora (2015)
Comprar: Wook