Quatro últimas canções
FacebookTwitterGoogle+

Quatro Últimas Canções

Em Quatro Últimas Canções há histórias de amor e de música que se entrelaçam e desenvolvem em contraponto. Nesse contraponto, o jogo de espelhos entre um espaço real e um espaço virtual, as casas de Mateus e de Constantim, respetivamente, abre um quadro cénico que torna possível reenvios, perspetiva e efeitos romanescos de várias ordens.

Neste seu romance, cuja primeira edição é de 1987, Vasco Graça Moura mostra a importância da lição dos nossos grandes romancistas do século XIX para a ficção de finais do século XX.

Editora: Quetzal Editores (1987 (reedição em 2009))
Comprar: Quetzal Editores