opórticodaglória
FacebookTwitterGoogle+

O Pórtico da Glória

Prémio PEN Clube Português de Novelística 1998; Prémio Municipal Eça de Queiroz 1997.

Com O Pórtico da Glória, encerra-se um percurso de crónica e de fábula, que elegeu a maravilha e a desolação do sangue da tribo, como seu motivo de privilégio.

Não é, porém, de uma pura gesta familiar que se trata, neste romance, mas da dinâmica do reconhecimento e da dispersão de um punhado de seres, marcados pela singularidade, em busca da chama da peregrinação redentora. Na biografia de um certo cavalheiro da indústria, castelhano de origem, e emigrado para Portugal, fica centrada uma ação inteiramente autónoma, se bem que encontrando, em dois livros anteriores do autor, A Quinta das Virtudes e Tocata para Dois Clarins, os painéis laterais de um tríptico desdobrado.

Editora: Publicações Dom Quixote (1997)
Comprar: Wook