Índia
FacebookTwitterGoogle+

Índia, Rituais da Terra Sagrada

«Com o pôr-do-sol, acendem-se as primeiras fogueiras e lançam-se velas flutuantes ao rio, transformando o recinto do Maha Kumbh Mela num imenso campo de luz.

Como se fosse um espelho gigante reflectindo o brilho das estrelas. A crença de que a posição específica dos astros permite repetir na Terra o momento divino dos tempos em que os deuses venceram os demónios parece, à luz desta harmonia, fazer todo o sentido.

Nas enormes tendas-templos os peregrinos riem, descontraídos, com as graças dos actores que interpretam os clássicos do teatro indiano – o Ramayana e o Bagavagita, as epopeias dos deuses contadas nos Vedas, escritos há quatro mil anos. Um pouco por todo o lado, pequenos grupos entoam mantras ou cantam temas religiosos, junto de pequenas fogueiras, indiferentes ao frio e aos cânticos que os cerca de 17 mil altifalantes vão debitando. O resultado é uma amálgama ensurdecedora de sons, uns mais próximos, outros mais distantes, que se misturam com os sonhos de quem sucumbe ao cansaço e consegue, finalmente, dormir.»

Editora: Atelier 004 (2001)