Share

Hipnose

No início dos anos 90, o jornalista mexicano Chespirito Diaz chegou a Washington disposto a vencer na vida e a salvar o mundo, mas longe de imaginar que seria a causa de uma guerra.

Eram os dias do fim da História, a capital fervilhava de otimismo e contradições, sonhos de grandeza e personagens ardilosas.

Quando Rachel Woodberg, uma filha da elite americana, com uma obsessão pela aventura, lhe propôs uma reportagem pouco ortodoxa sobre uma cimeira de gangs, Chespirito percebeu que pisava terreno perigoso.

Num percurso que o levará dos clubes sadomasoquistas de Nova Iorque às sociedades secretas da Revolução Francesa, dos antros de motards da Florida, aos bairros da mafia curda de Esmirna e às aldeias bombardeadas do deserto do Iraque, Chespirito cruza-se com personagens tão desconcertantes como MC Disaster, o rapper que prometia abrir-lhe as portas do submundo; Gloria Frankovitch, a genial investigadora de Relações Internacionais com um projecto de diplomacia pessoal, ou Rand Mortimer, autointitulado gestor de percepções, um homem solitário e clandestino, mas com o poder de derrubar governos e provocar guerras. Hipnose é o romance dessa década decisiva, entre a tomada de posse de Bill Clinton, em 1993, e a guerra do Iraque, em 2003, e pode ser lido como uma reflexão sobre a natureza e as origens da persuasão colectiva no mundo contemporâneo. Uma história apenas no início.

Editora: Suma de Letras (2020)
Comprar: Wook