Chamo-me… Maria Callas
FacebookTwitterGoogle+

Chamo-me… Maria Callas

«Sim, eu desafiei o destino, ou os deuses antigos: fui o patinho feio que se tornou o mais belo cisne do canto lírico e da ópera. E venci. Venci? Tornei-me um mito e um ícone para a eternidade. Mas a que preço? Como na tragédia, não se deve acreditar que conseguimos vencer o destino. Qual foi o preço que paguei?»

Editora: Didáctica Editora (2011)
Comprar: Wook